7 animais que imitam folhas

Na natureza, alguns animais possuem a habilidade de imitar folhas como tática e proteção, confira os exemplos mais incríveis!

Imagem ilustrativa

As folhas desempenham um papel vital na sobrevivência das plantas. Elas absorvem a luz do sol através da clorofila nos cloroplastos das células vegetais e a usam para produzir açúcares. Dada a onipresença e a importância das folhas nos biomas florestais, não é de surpreender que numerosos animais se camuflam como folhas.

Ou seja, eles usam como mecanismo de defesa para evitar predadores. Mas outros usam camuflagem de folhas ou mimetismo para surpreender a presa. Portanto, conheça 7 exemplos de animais que imitam folhas. Da próxima vez que você pegar uma folha, certifique-se de que não seja realmente um desses impostores de folhas.

Louva-a-deus fantasma

animais que imitam folhas

Este inseto é conhecido como louva-a-deus fantasma, mas seu nome científico é Phyllocrania paradoxa, sua especialidade é se disfarçar de folhas em decomposição. Da cor marrom às bordas irregulares em seu corpo e membros, o louva-a-deus fantasma combina perfeitamente com seu ambiente.

O louva-a-deus gosta de comer uma variedade de insetos, incluindo moscas e outros insetos voadores, larvas e pequenos grilos. Quando ameaçado, muitas vezes fica imóvel no chão e não se move, mesmo que seja tocado, ou exibe rapidamente suas asas para assustar os predadores. Dessa forma, habita áreas abertas secas, árvores e arbustos em toda a África e sul da Europa.

Borboleta indiana

Kallima paralekta

Apesar de seu nome, a borboleta indiana é nativa da Indonésia e seu nome científico é Kallima paralekta. Essas borboletas se camuflam como folhas mortas quando fecham as asas. Elas vivem em regiões de floresta tropical com uma variedade de cores, incluindo cinza, marrom, vermelho, verde oliva e amarelo pálido.

O sombreamento de suas asas imita as características das folhas, como a nervura central e os pecíolos. Essa habilidade geralmente contém manchas que se assemelham a mofo ou outros fungos que crescem em folhas mortas. Em vez de consumir néctar de flores, a borboleta indiana prefere comer frutas podres.

Víbora-do-gabão

Cobra que imita folha

A víbora-do-gabão (Bitis gabonica) se encontra em florestas tropicais na África. Este predador de ápice está no alto da cadeia alimentar. Com suas enormes presas e corpo que chega até 1 metro e meio de comprimento, esta víbora venenosa prefere atacar à noite e se move lentamente enquanto persegue a presa.

Assim, se detectar problemas, a cobra irá congelar tentando se esconder entre as folhas mortas no chão. Seu padrão de cor dificulta sua visibilidade tanto para potenciais predadores quanto para presas: a víbora-do-gabão normalmente se alimenta de pássaros e pequenos mamíferos.

Lagartixa-satânica-cauda-de-folha

lagartixa de cauda de folha satânica noturna

Lar da ilha de Madagascar, a lagartixa satânica noturna (Uroplatus phantasticas) passa seus dias pendurada imóvel em galhos na floresta tropical. Durante a noite, consome uma dieta composta por grilos, moscas, aranhas, baratas e caracóis. Esta lagartixa é conhecida por sua notável semelhança com uma folha murcha.

Portanto, essa aparência ajuda a ficar camuflada durante o dia dos predadores e escondida durante a noite das presas. As lagartixas de cauda de folha assumem posturas agressivas quando ameaçadas, como abrir a boca amplamente e emitir gritos altos para afastar ameaças.

Sapo-de-chifre-da-Amazônia

sapo chifrudo

O sapo de chifres da Amazônia (Ceratophrys cornuta) faz sua casa nas florestas tropicais da América do Sul. Sua coloração e extensões como chifres tornam esses sapos quase impossíveis de distinguir das folhas ao redor no chão. Eles ficam camuflados nas folhas para emboscar presas como pequenos répteis, ratos e outros sapos.

Além disso, os sapos de chifres da Amazônia são agressivos e tentam comer quase tudo que passa por suas bocas grandes. Por outro lado, no entanto, ainda não se sabe muito sobre os predadores desses inusitados sapos chifrudos da Amazônia.

Bicho-folha

inseto-folha

Os insetos foliares (Phyllium philippinicum) têm corpos largos e planos e aparecem como folhas. Esse inseto bizarro habita florestas tropicais no sul da Ásia, ilhas do Oceano Índico e Austrália. Eles variam em tamanho de 28 mm a 100 mm, sendo as fêmeas geralmente maiores que os machos. As partes do corpo do bicho-folha imitam as cores e estruturas das folhas, como as nervuras e a nervura central.

Eles também podem imitar folhas danificadas, pois têm marcas em partes do corpo que aparecem como buracos. Além disso, seu movimento imita o de uma folha balançando de um lado para o outro como se estivesse tomando vento. Assim, sua aparência como uma folha ajuda-os a se esconder dos predadores. Os insetos foliares se reproduzem sexualmente, mas as fêmeas também podem se reproduzir por partenogênese.

Esperança

Esperança

Esperança, conhecidos também como gafanhotos de chifres longos, derivam seu nome do som único que fazem ao esfregar as asas. Eles preferem comer folhas em cima de árvores e arbustos para evitar predadores. Possuem corpos achatados e marcas que lembram nervuras foliares e manchas de decomposição.

Quando se sentem em perigo, as esperanças permanecerão paradas para evitar sua detecção. Se atacadas, elas voarão para longe. Os predadores desses insetos incluem aranhas, sapos, cobras e pássaros. Dessa forma, podem ser encontrados em florestas e matagais em toda a América.

Curiosidade aleatória

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.